Projeto Pedras do Casarão

Existem diversos tipos de pedras, umas grandes outras pequenas, algumas bastante valiosas e outras nem tanto assim... Cada pedra tem sua própria beleza, cor, brilho, pureza e história. Esses elementos em conjunto com a lapidação, determinam sua raridade e preciosidade. Até as pedras mais precisas são encontradas de forma bruta na natureza, se fazendo necessário, assim, um cuidado atencioso para a identificação delas no momento do garimpo e no processo de lapidação, de forma que esta esteja prontas para brilhar nas mais belas joias.

 

Assim são os talentos. Muitas pessoas só precisam de um garimpeiro cuidadoso, que empregue tempo, trabalho e dedicação, para que, após o processo de lapidação, possa ser apresentado ao mundo o seu verdadeiro brilho e valor. A Associação Casarão acredita que todo ser humano possui ao menos uma das muitas habilidades artística existentes, sendo que em muitos casos, tal habilidade não se chega se quer ser despertada ou reconhecida, principalmente em espaços desfavoráveis como é o caso das situações de vulnerabilidade social.

É nesse sentido que surgir a proposta do projeto Pedras do Casarão, o qual se propõe a apresentar e aproximar o público infanto-juvenil que se encontrão em contextos de vulnerabilidade social, as três principais expressões artísticas, sendo estas a dança, a música e a pintura. O projeto conta com mais duas vertentes, a vivencia em Arteterapia e a Formação Cidadã. Essas cincos frentes de atuação visam favorecer o desenvolvimento psicológico, cultural, intelectual e social dos integrantes.